Acabou a brincadeira…

Eu fiquei velha! Não uma velha no sentido de senhoridade, daquelas que têm preferência das filas e cartão especial pra andar de graça nos ônibus. Não é este isto. É mais para o tipo que ainda não sabe lidar com as rugas que se instalaram, com os fios brancos que não combinam totalmente ou com a dor nas costas, apesar dos sonhos adolescentes. Até tinha flertado com uma crise, com uma tristezinha, por passar o dia longe do amor da minha vida, dos meus pais… mas daí me olhei no espelho hoje de manhã e me dei conta de que tenho muito a comemorar!

Focalizei nos olhos grandes e disse pra mim mesmo: “garota, você é uma sobrevivente! Yeah, baby! Você está viva há três décadas depois de ter passado por catapora, sarampo, caxumba e hepatite. Tem noção de quantas pessoas morreram nestes obstáculos?!” – acabei rindo de mim mesma e do meu pensamento ridículo para emendar: “ah, e você ainda tem todos os dentes!” Não é exatamente ridícula esta parte, pois com a minha idade muita gente nem os tem mais. Minha mãe não tinha.

Ainda tem o sorriso! É, eu tenho mesmo motivos para sorrir. Meus pais estão vivos, bem e com saúde, meus irmãos me amam – eu espero, pelo menos! – e tenho amigos fantásticos que logo cedo escreveram, ligaram e fizeram inúmeras piadinhas. Ok, eu sou feliz. Não bastassem todos estes ótimos motivos, eu tenho um grande amor. Uau, sabe o quanto é raro isto? Encontrei o homem da minha vida e passei a última década sendo feliz com ele e aos 30, caro leitor, nem todo muito tem isto, muito mesmo tudo junto.

Com esta listinha, liguei o som bem alto no banheiro e pulei de alegria. Fiz caretas no espelho para ver a extensão do estrago que o tempo por ventura tenha feito. Ainda é administrável. Tem uns quilos pra perder, um fôlego pra ganhar, mas já plantei uma árvore, escrevi um livro, fui desbravadora, colportei e morei num internato. Ainda falta o tal do filho, mas tenho muitos outros anos pela frente, né?! Afinal, não se pode ter tudo ainda aos 30. (risos)

10 comments

  • É Verdade não dá para se ter tudo aos 30 tem muito Km ainda para rodar… a estrada sugiro eu ser longa…
    A minha idade biológica é diferente da mental.Eu me considero uma bebezoide e em matéria de fé acredito que serei uma eterna embriã…Quanto às rugas e os cabelos brancos já estou pronta para quando for a época mas, enquanto vida eu tiver o meu espírito será forever Young. ..

    Reply
  • Agora são exatamente 01:26 da manhã aqui em Mato Grosso, sexta feira a noite e preciso dormir pqe amanhã é sábado e preciso estar na igreja logo pela manhã…. mas fui inventar de assistir os vídeos da Fabi, resultado: assisti mais de dez vídeos, dei risada sozinha e agora dei uma espiadinha aqui no Blog(mesmo caindo de sono)…. realmente a Fabi é uma grande benção e um presente de Deus em nossas vidas… Agora, preciso dormir rsrs Beijo grande Fabi ;*
    Quando eu ficar grande quero ter pelo menos uns 5% do seu carisma, que ficareei mto feliz hehehe tchutchuca kkkkkk

    Reply
  • Amo ler, ainda mais quando tem palavras inteligentes, engraçadas e super útil.
    Tudo o que você faz é incrível.
    Estou me tornando seu fã agora. Pois faz pouco tempo que comecei a ver seus vídeos e ler seus post’s
    Tá tudo muito bom.
    Também gosto de escrever e tenho 30 anos…. algo em comum kkk
    grande abraço. Sucesso.

    Reply
  • Olá Fabi!!!!
    Me identifiquei bastante com o seu texto, pois este ano também estarei entrando nos 30…e tenho os mesmos sentimento que vc expôs tão bem.
    Concordo com você, acredito que agora que estarei começando a vida…
    Um abraço.

    Reply
  • Amo ler seus textos, posts, Twitter, etc.
    Este é bárbaro, tem boa dose de humor e otimismo…
    Se vire nos 30′, afinal, a vida só está começando…

    Reply
  • Sempre leio seus post e até já tirei uma foto com você, foi uma alegria! hehe
    E Hoje, que você está de aniversário, quero lhe dizer que estou muito feliz de ver que está bem!
    Que Deus abençoe muito a sua vida, e que você continue assim =)
    Beijinhos.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *