Aprendendo a perdoar

Aprendendo a perdoar

perdao1Jesus passou um bom tempo falando sobre perdão e Ele mesmo veio à terra para que tivéssemos a chance do perdão, deixando claro que uma das características de seus seguidores é perdoar. Mas o que significa perdoar os outros, quais os benefícios e como conseguir perdoar? Essas perguntas sempre estão em nosso meio e nas linhas a seguir, vamos conversar um pouco sobre isto.

 

“Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; porque está escrito: A mim pertence a vingança; eu é que retribuirei, diz o Senhor”. (Romanos 12:19)

 

Perdoar significa não se vingar de quem o ofendeu, mesmo que você tenha que ficar muito irado. Mesmo que você passe horas xingando aquela pessoa para Deus. Quando conversamos com o Pai sobre a pessoa, Ele tem a chance de moldar o nosso coração e Davi foi um exemplo de alguém que fez muito isso com seus inimigos. Em vez de falar para eles, Davi falava com Deus sobre eles. Ele começa amaldiçoando o inimigo e termina vendo como Deus é misericordioso. Um bom exemplo são os Salmos o 57 e 58.

Mas por que perdoar?

Irai-vos e não pequeis; não se ponha o sol sobre vossa ira, nem deis lugar ao Diabo… Longe de vós toda amargura, e cólera, e ira, e gritaria, e blasfêmia, e bem assim toda malícia”. Efésios 4:26-27,31.

A raiva tem um efeito devastador sobre nós e sobre as pessoas que nos rodeiam , que são as que mais amamos. Todos nós conhecemos pessoas amargas, nas quais a ira perdura no coração há anos. E como essas pessoas são tristes, sempre há um clima pesado ao redor delas, estão sempre olhando o lado negativo da vida, sempre xingando alguém.

Jesus quer nos dizer para deixar isso com Ele, que se encarrega de julgar e de te defender. Entregue as coisas pra Ele: sua ira, sua raiva e a pessoa que te feriu e pegue a paz que está disponível gratuitamente para viver mais feliz. É interessante que o texto fala “sem gritaria”, então, fique calmo e deixe que Deus cuida disso para você.

Há alguns anos a revista Christianity Today apresentou uma reportagem de capa intitulada, “O Fator Perdão: cientista social descobre o poder de uma virtude cristã” (10 de janeiro de 2000). Nela, eles discutiram como os pesquisadores descobriram a importância do perdão. O mais interessante foi que eles chegaram à conclusão de que a pessoa que perdoa é a mais beneficiada.

Mas a maior pergunta é como perdoar, não é? Para começar isso é bom usarmos o texto de João 15:5 “Sem Mim nada podeis fazer.”

Perdoar não é fácil. É preciso a força de Deus para ser realmente capaz de deixar pra lá essa questão. É preciso ter fé e muita oração para dizer a alguém: “Eu vou pagar este mal com o bem. Eu não vou te odiar.” Mas Jesus que perdoou você sempre está disposto a te ajudar a perdoar os outros. Pois até oramos no Pai nosso, “Perdoa nossos inimigos assim como tem nos perdoado”. Ele nos perdoou, porque não perdoar agora também? Mas Ele sabe que é difícil, por isso está disposto a nos ajudar.

 

Algumas dicas para perdoar:

  1. Não negue que foi ferido. Perdão não é esquecer, é deixar com Deus a vingança.
  2. Tome a decisão de perdoar. Diga ao Senhor e a si mesmo. “Eu perdoo o fulano. Ele assim como eu é pecador e estou disposto a perdoá-lo”. (Lucas 17: 3-5)
  3. Não procure a vingança ou pagar o mal com o mal. Deixe Deus lidar com isso em sua forma perfeita (1 Pedro 3: 9)
  4. Peça a Jesus para ajudá-lo a liberar a raiva dentro de você (Efésios 4: 26-27,31)
  5. Ore por aquele que o feriu (Mateus 5:44)
  6. Sempre que puder, trate a pessoa com carinho.
  7. Se precisar escreva uma carta para a pessoa, mas nunca envie. Faça isso apenas para desabafar.

 

Pra te ajudar neste processo leia esta pequena história de um autor desconhecido:

O pequeno Zeca entra em casa, após a aula, batendo forte os seus pés no assoalho da casa. Seu pai, que estava indo para o quintal para fazer alguns serviços na horta, ao ver aquilo chama o menino para uma conversa.

Zeca, de oito anos de idade, o acompanha desconfiado. Antes que seu pai dissesse alguma coisa, fala irritado:

– Pai, estou com muita raiva. O Juca não deveria ter feito isso comigo. Desejo tudo de ruim para ele.

Seu pai, um homem simples mas cheio de sabedoria, escuta calmamente o filho que continua a reclamar:

– O Juca me humilhou na frente dos meus amigos. Não aceito! Gostaria que ele ficasse doente sem poder ir à escola.

O pai escuta tudo calado enquanto caminha até um abrigo onde guardava um saco cheio de carvão. Levou o saco até o fundo do quintal e o menino o acompanhou, calado.

Zeca vê o saco ser aberto e antes mesmo que ele pudesse fazer uma pergunta, o pai lhe propõe algo:

– Filho, faz de conta que aquela camisa branquinha que está secando no varal é o seu amiguinho Juca e cada pedaço de carvão é um mau pensamento seu, endereçado a ele. Quero que você jogue todo o carvão do saco na camisa, até o último pedaço. Depois eu volto para ver como ficou.

O menino achou que seria uma brincadeira divertida e pôs as mãos à obra. O varal com a camisa estava longe do menino e poucos pedaços acertavam o alvo.

Uma hora se passou e o menino terminou a tarefa. O pai que espiava tudo de longe, se aproxima do menino e lhe pergunta:

  • Filho como está se sentindo agora?
  • Estou cansado mas estou alegre porque acertei muitos pedaços de carvão na camisa.

O pai olha para o menino, que fica sem entender a razão daquela brincadeira, e carinhosamente lhe fala:

– Venha comigo até o meu quarto, quero lhe mostrar uma coisa.

O filho acompanha o pai até o quarto e é colocado na frente de um grande espelho onde pode ver seu corpo todo. Que susto! Só se conseguia enxergar seus dentes e os olhinhos.

O pai, então, lhe diz ternamente:

Filho, você viu que a camisa branca no varal ficou com apenas algumas manchas sujas; mas, olhe só para você. Você está todo preto de carvão. Quando a gente tenta se vingar, somos os mais prejudicados. Quem sofre mais com a vingança somos nós mesmos.

Por isso Deixe com Deus a vingança e seja feliz com a leveza do perdão.

 

 

____________________________________________________________________

 

 

Nós já fizemos um vídeo sobre o perdão, se quiser ver novamente ele está aqui.

7 comments

  • Não é fácil mas faz muito bem, já vi na minha vida o poder restaurador do pperdão.. Deus .restaurou uma amizade que hoje é preciosíssima para mim…

    Reply
  • Realmente perdoar, deixar a magoa de lado é um desafio, até hoje não me deparei com nenhuma situação grave para perdoar, Graças a Deus! Mas na vida corriqueira estou sempre sempre mesmo me observando nas minhas fraquezas e defeitos e vendo quanta misericordia perdão e amor Deus tem para comigo então penso quem sou eu para não perdoar? quem sou eu para julgar? se Deus que é santo três vezes santo suporta e perdoa as minhas fraquezas quem sou eu para não fazer o mesmo pelo meu próximo?! Deus voz abençoe!

    Reply
  • Não acredito no perdão vindo dos seres humanos.Acredito que o perdão genuíno e verdadeiro só vem de DEUS. Esse papo perdôo mas, não quero contato pra mim é enganação. ..

    Reply
  • Exceeelente artigo, Fabii!!
    Eu não sinto nenhuma dificuldade em perdoar os outros, o próximo, o cônjuge, mas sinto dificuldade em ME perdoar. =/

    Amo os vídeos de vocês! Parabéns!

    Reply
  • É tão difícil perdoar! Ah Pai.. só Tu sabes o quanto és difícil..
    O que nos conforta é esse amor sem limites, é essa graça mesmo sem merecer, é essa paz infinita!
    Deus nos ama muito né? Quão grande é esse amor ♥
    Tudo que Ele nos pede é: “Deixa comigo filho, eu estou aqui pra te ajudar”
    Essa sim, é a melhor ajuda que podemos receber de alguém!
    Texto edificante.

    Reply
  • Perdoar não é nada fácil mas torna-se um fardo mais leve quando penso que se não fosse o perdão e misericórdia de Jesus não estaríamos aqui , vivendo pela graça!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *