Campanha do Boticário – a LindaEx

Campanha do Boticário – a LindaEx

Era domingo de manhã (já sei que inúmeras músicas cantarolam na sua cabeça) e ele me acordou cheio de carinho, como sempre, aliás. Daí rindo ainda pediu que eu prometesse que não faria igual, antes de me mostrar. Eu estava meio sonolenta, mas fiquei curiosa, então mostrou o vídeo d’O Boticário. Aliás, a rede de cosméticos está tendo sucesso no quesito burburinho, com seus vídeos altamente viralizantes, da categoria “ame ou odeie”. Fato é que todos comentam a respeito, como no da campanha em que mostrava casais homossexuais e foi “boicotado” pelos que não apoiam qualquer expressão no sentido da causa homoafetiva. Daí vem com este em que mostra as mulheres lindas, arrumadas e dando a volta por cima, num dia supostamente triste, que é o da assinatura do divórcio. Antes de continuar, veja o vídeo:

 

As críticas orbitaram em torno da proposta de mostrar que pra se sentir mais confiante, a mulher tenha que se arrumar, se maquiar e botar uma roupa bonita. Também do tal empoderamento feminino, que alguns criticaram como uma espécie de recalque, neste caso, já que aparentavam querer dar beijinho no ombro dos esposos que as deixavam, quando na verdade queriam era estar casadas, com a família unida, amadas e admiradas por eles que demonstraram na entrevista já não ter interesse nelas. Por outro lado a patrulha do deixa disso ponderou que não adianta nada ter se arrumado só no fim, mas que uma constante conquista deveria ter sido feita antes de afundar o barco. E, claro, os comentários de que – futilidade à parte – toda mulher se sente mais bonita e confiante quando se arruma (e não está na TPM, acrescente-se).

Críticas, brigas, estudos e comentários à parte, eu gostaria apenas de fazer duas perguntas:

O que você faria de diferente se o seu casamento acabasse? Será que esta mudança/atitude já não pode ser tomada hoje, para evitar que seu relaciomento chegue ao fim?

6 comments

  • Aconteceu comigo assim.
    Era casada com um marido que não me valorizava. Que me traia, que me maltratava, durante o periodo do casamento, eu engordei muito e não tinha auto estima.
    Ele pediu o divorcio e ,mesmo com as traições e as agressões morais eu tentei de tudo pra salvar o casamento, mais durante o processo do divorcio eu emagreci muito, e no dia do divórcio eu fui linda, por orgulho, pode ser, porque tava me sentindo linda, tava me amando de novo, dele ficou boquiaberto, mais sinceramente, quando chega a assinar os papéis, ele podem ate ver o que ta perdendo, mais eu já não queria mais voltar praquela vida de abuso moral com ele, mais queria sim sair por cima. E hoje jáme casei de novo e meu atual marido e o contrario do ex, me valoriza, me acha linda ate de cabelo esgandaiado, eu achei legal o vídeo, porque a 3 anos atras aconteceu comigo e deu um GAZ na minha auto estima.

    Reply
  • Bom…estou separada há dois meses e já dando entrada no divórcio e digo, que convivendo há 6 anos com a pornografia, a prostituição, mentira, preguiça e agressões psicológicas do meu ex-marido, penso que ao fim de tudo podemos escolher sair com a auto-estima em alto ou se sentindo um lixo. O divórcio não é opção de Deus, jamais, mas pela dureza de nossos corações, Cristo nos dá essa permissão, e que as mulheres possam saber quem e Cristo somos perfeitas, porque Ele não vê como o mundo vê. Triste essa campanha. Mesmo!

    Reply
  • Nossa, a propaganda me deixou triste, pq achei que eles fosse desistir do divorcio ou algo do tipo… mas não, ainda assim assinaram o divorcio e partiu cada um para sua própria vida. Ao meu ver a mudança não adiantou de nada, se não pode salvar a única coisa que estava em jogo. É bom ver um vídeo assim, para nos servir de lição, vamos ter auto confiança sempre, nos reinventar sempre, nos arrumar sempre, e não deixar pra quando não der mais tempo.

    Reply
  • Meu marido é daqueles que mesmo toda bagunçada, com a cara amassada, não deixa de dizer que sou linda, e quando me arrumo mesmo, ai que elogia mais ainda.Meu casamento esta longe de ser perfeito, mais graças a Deus caminhamos muito bem.

    Tenho amigas que sofrem por falta de elogios, mais também não são carinhosas, só querem receber, acho que esse é o grande problema as vezes, só querer, querer e querer, e se esquecem que os dois tem que fazer sua parte.

    Um beijo

    Manu Quiloti

    Reply
  • Isso mais ou menos aconteceu comigo. Depois de três anos separados, assinamos o divórcio. E fui eu quem deu entrada, depois de ter tentado de todas as formas reconstruir meu casamento. Quando dei entrada no divórcio, foi porque tive a paz no meu coração de que havia tentado tudo e agora era a hora de seguir. Só que nesses três anos perdi 40 kgs e tinha algum tempo que não nos víamos, então foi uma surpresa pra ele. Que chorou durante todo o tempo em que estivemos frente a frente, mas o orgulho dele falou mais alto. E seguimos nossos caminhos.

    Reply
  • Sabe Fabi (como te leio com uma certa frequência, me sinto íntima rsrsrs) , me separei faz um ano e 4 meses. Foram vários os motivos, mas me separei no dia em que ele bebeu e me agrediu. Não vou contar minha história triste, não é esse o objetivo. Mas ao passar do tempo, não havia o que eu fizesse que resolvia o fato de sentir que qualquer “bruaca” , com o perdão do termo, que passasse na rua era mais bonita que eu. Ele dizia que era instinto, coisa de homem, o jeito dele de ser, essas desculpas esfarrapadas que algumas de nós cansamos de ouvir. Pra resumir, fiquei deprimida e fui a 100 kg. Me sentia feia, e não sentia vontade mais de me arrumar. Quando a panela de pressão explodiu e eu sai de casa, coisa que ele pensou que eu nunca faria. Passei por maus bocados, dois filhos etc… Mas emagreci, minha alto-estima melhorou e quando ele me viu de novo me quis de volta. Não estou dizendo que é preciso separar para mudar, existem casos que da sim antes. Mas a campanha foi muito feliz no intuito de mexer com a alto-estima das mulheres, que na maioria dos casos, saem mais fragilizadas de uma relação.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *