Fracasso na dieta e na vida

Fracasso na dieta e na vida

Estou aqui com meu diário de dieta em mãos, pronta para anotar minha jaca do final de semana. Sim, tenho um diário de dieta, aliás, tenho vários diários para muitos aspectos da vida. Sou destas. Se algum dia eu for importante ou famosa e alguém resolver fazer aquelas biografias grossas – cheia de segredos íntimos – terá muito material para isto. Bom, como não sou nenhuma coisa nem outra, sigo escrevendo em meus diários pela simples alegria de botar no papel o que transborda no coração e também pela salutar prática de se avaliar, se olhar de novo, comparar a vida, o tempo, as conquistas e rir do que já foi sonho.

Este diário mesmo, já tem 4 anos. Comprei um caderninho fofo numa viagem, na lojinha de algum castelo medieval e decidi que aquela coisinha artesanal, bem acabadinha, seria uma analogia do que queria para minha saúde. Ok, não cheguei lá ainda, mas sigo anotando. Aliás, foi mesmo anotando que descobri agora, nesta nova fase de tentativas, que o deixei abandonado por quase um ano. Tem algum sentido os números deselegantes da minha balança, afinal. Nem pensei neste assunto, desandei, não cuidei e agora colho abrolhos onde já podia estar colhendo flores. E depois de sete bonitas semanas de dieta regradinha – sofrida, vai – eu me encontro numa vontade louca de chutar o balde. Sim, cara leitora, sou dessas também. Foram 5kg até agora, faltam 10kg para meu objetivo que não é e nem nunca será ser magra. Mas menos pesada. Conheço meu biótipo, amo meu corpo saudável, funcional e que carrega histórias, emoções e abraça com gosto quem me cerca. Mas depois dos 30 este negócio de saúde pesa mesmo. Olha o trocadilho!

Confesso que achava balela, há alguns anos, quando via uma mulher dizer que estava cuidando da dieta por causa da saúde. Pensava comigo mesma que era pura falsidade, que ela queria mesmo era ser magra. Nada como os anos, o tempo passando para constatar quanta estupidez carregamos em nossos julgamentos. Hoje sou exatamente esta mulher, passada dos 30, caminhando rumo aos enta e pensando justamente isto: preciso cuidar da minha saúde! É o que conta no final das contas. Quero ficar mais leve para correr sem dor, para caber nas roupas do armário sem incômodos, para não sobrecarregar meu organismo, pra diminuir taxas de açúcar no sangue e também pra não ficar louca. Depois conto mais sobre isto, mas quem viu minha resenha sobre o livro Dieta da Mente, sabe do que estou falando.

Bom, olha eu divagando. Não quero falar da dieta, quero falar do diário e de como me encontrava hoje, cheia de lamúrias comigo mesma, por ter caído em tentação no final de semana, levada pela fraqueza da TPM e por amigos felizes degustando de tudo o que eu queria há mais de um mês. Daí, ao começar a rascunhar dos meus erros, lembrei do que eu mesma escrevi meses atrás no meu livro que ainda será lançado: Ei, garota. Seus erros não te definem! Se eu sei o caminho a seguir, estou no rumo certo e acabo pegando uma estrada secundária e saindo do rumo, não preciso descambar de vez para outro destino, conformada com a rota equivocada. Não! É só caçar o primeiro retorno e voltar!

Sempre fico encafifada com pessoas que chegam ao “sucesso”, seja lá o que você tenha definido por sucesso. Não é só sorte, trabalho duro, preparo, nada disso. É continuar. É fazer do rumo certo um hábito de vida. Como diz meu marido, todos podem subir a montanha, uns em uma semana, outros em um mês, mas pra isto é preciso seguir caminhando, no seu ritmo, no seu tempo, de olho no alvo. Comecei a escrever este post por causa da dieta, mas quantos sonhos deixamos pelo caminho, quantos alvos pelo chão, só porque desistimos de continuar na primeira falha, ou na segunda, ou na décima. Pensa se Thomas Edison tivesse pensado assim, em que escuridão viveríamos!

Continuar, acertar o passo, voltar para a estrada e simplesmente seguir. Este é o segredo para ter sucesso em qualquer área que tenhamos desenhado para nós, na espiritual, inclusive. Todavia, nos deixamos abater pelas acusações, chacotas, críticas – dos outros ou de nós mesmas – e largamos tudo, para nos amontoar na multidão de frustrações onde definitivamente não é nosso lugar. Não é o seu, não é o meu e não vou pra lá de jeito nenhum. Por isto mesmo, vou finalizando este post aqui, pois já que dei uma desviada e sei qual é a estrada principal, vou ali subir alguns degraus nas minhas escadas do prédio, queimar minhas calorias, fortalecer coxas, endurecer tudo que amolece com o tempo e voltar feliz e ofegante pra casa, pois amanhã é outro dia e tenho a chance de recomeçar, já que o fracasso, definitivamente não me define!

20 comments

  • Querida Fabi, gosto muito dos seus posts e vídeos. Obrigada por compartilhar um pouquinho de você com tantas pessoas, mesmo estando sujeita à críticas e opiniões negativas. Continue firme em todos os desafios da vida.

    Com admiração,

    Um abraço.

    Reply
  • Fabi, já deu pra ver pelos seus últimos vídeos que você está emagrecendo! Tá linda! E isso foram só 5kg. Eu já tive que perder 13kg, sei que não é fácil, mas Deus ajuda!

    Reply
  • Que lindo Fabi!!

    Amei esse post, super falou comigo!

    Vou escrever no meu espelho ” amanhã é outro dia e tenho a chance de recomeçar, já que o fracasso, definitivamente não me define!”

    Reply
  • Ainda bem que te descobrir na internet fiu Fabi …Sempre começo fazer dietas e nunca termino. É uma vontade louca de comer doces e tudo mais.
    muitas desistências de muitas coisas …Enfim …Não te largo mais , vou gravar essas palavras e ver o que dar.

    Beijos bonita

    Reply
  • Ai Fabi…sei bem como é… eu tô me sentindo perdida na vida e na dieta.
    Sofro com TOC e isso tem me prejudicado muito.

    “Ei, garota. Seus erros não te definem! Se eu sei o caminho a seguir, estou no rumo certo e acabo pegando uma estrada secundária e saindo do rumo, não preciso descambar de vez para outro destino, conformada com a rota equivocada. Não! É só caçar o primeiro retorno e voltar!” Foi para mim…mesmo.

    Eu sei que eu posso. E ainda mais, TUDO EU POSSO NAQUELE QUE ME FORTALECE.

    Deus a abençoe!

    x

    Reply
  • Você é uma pessoa guiada por Deus, com certeza! Engraçado como esse seu jeito foi me cativando a cada vídeo e a cada post. Já me via sua amiga íntima, ou melhor, você era a minha amiga íntima.rs.Há 2 semana comprei seus dois livros. Viramos BFF’s “FOREVER”!rs.
    Já emprestei um dos seus livros e quando terminar o Submissa? já tenho uma lista para quem quero que leia.
    Tenho certeza que Deus lhe deu este dom, de encantar as pessoas e trazer à Ele com Amor e sinceridade.
    Fiquei com uma vontade imensa de contar minha história e compartilhar minha vida com alguém tão especial.
    Mas, deixa pra lá… Quem sabe um dia não nos encontremos pessoalmente?P
    Esse post também me refletiu e me inspirou. Pois assim como você, estou eternamente na luta contra o peso e a vida, subindo(ou descendo) um pouco de cada vez!
    Que Deus continue lhe abençoando! Oro por você e pelo seu ministério!
    Beijos

    Reply
  • Poxa, Fabi…. Esse texto veio de encontro ao que estava pensando hj. Ontem, um dos pastores da minha igreja, pregou sobre a graça. E é incrível como muitas vezes temos graça pro outro, mas não pra nós. Precisamos aprender a viver a graça de Deus, urgente!!!! Claro que a graça não pode ser desculpa pra pecar quando eu bem entender, mas se eu peco, existe graça pra mim, e isso é tremendo.
    Bola pra frente, rumo ao alvo, sempre.

    PS: continua firme, já da pra ver o resultado dos “kilinhos” a menos: ta lindonaaa.
    Bjus

    Reply
  • Simplesmente Incrível Fabi

    Esse texto foi muito importante pra mim, porque tenho grande facilidade de abandonar um projeto e grande dificuldade de recomeçar, mesmo que eu queira muito. Não sei bem porque isso acontece, mas vou procurar fazer o que você disse “fazer do rumo certo um hábito de vida”.

    Seu post me lembrou II Co.15 “sede Firmes e Constantes”!

    Então assim vamos seguir, firmes e contantes. #forçanadietaFabi

    Reply
  • Nossa… agradecendo aqui a Deus e a você por esse post, que fala tanto sobre mim…
    foram tantas desistências, que agora nem sei mais o que querer… perdi a vontade de tanta coisa!
    Mas quando essa sensação bater, vou ler esse post ( sim, vou imprimir e colar no guarda roupa ) e me sentir mais leve.

    Obrigada por compartilhar as mesmas lutas que temos passado Fabi!
    Que Deus a abençoe

    Reply
  • Nossa estou admirada pois precisava neste momento de ler estas palavras, agradeço a Deus por ter pessoas como você Fabiana Bertotti que é um instrumento de Deus nas nossas vidas, obrigada! vou assim seguindo em frente rumo ao sucesso e mudando aquilo que está errado na minha vida. bjss!

    Reply
  • Vou seguindo em frente te admirando mais tb! Mais fácil pra uns extremamente difícil pra outros! Cada um no seu canto lutando o seu tanto! Parabéns por sacudir a poeira e continuar e desculpa por ter sido uma das amigas que degustou coisas na sua frente! 🙂 bjo

    Reply
  • Nossa… Subi na balança hj e chorei, fiz cirurgia para retirar excesso de barriga a 6 meses e ela ja volteou pq não me cuidei, mas vou seguir sua dica e anotar tudo o que puder… Obrigada! Continue forte! Bjs

    Reply
  • By the way, estou na mesma luta. Cortei os carboidratos (os malvados farinhas e açúcares), e depois de logos 6 meses, já estou quase na minha meta (já se foram 10kg). Foi fácil não, e ainda não e. O negocio não e nem a dieta em si, mas e aceitar (no meu caso), que da pra comer de tudo um pouco #sqn
    Já me conformei, e tenho trabalhado a minha mente para aceitar isso sem fazer muita birra. Eventualmente como um chocolatinho básico? Claro que sim, a diferença e que agora e eventualmente, e não mais quase todos os dias. Sem contar a minha love&hate relationship com os pães rsrsr decidimos nos divorciar e foi um daqueles “ugly” divórcios por “irreconcilable diferences” rsrsr mas depois de algumas “depressões” aprendi a viver sem ele e estou me recuperando bem. Enfim, já passei dos 30 e estou quase nos 40, e percebemos que já não e so para ficar magrinha, mas sobretudo pela saúde, que não e mesma quando tinha os meus 15. Mas e apenas uma questão de cuidar bem dela que no fim tudo se ajeita. Bjao Fabi, amo seus vídeos!

    Reply
  • Amei o texto, falou muito comigo, e sobre outros aspectos da vida também, Deus continue lhe abençoando Fabi, seus textos e videos são sempre edificantes. E força na dieta, muita saúde pra você!

    Reply
  • Hi Fabi,

    Amei essa parte:
    “…Não é só sorte, trabalho duro, preparo, nada disso. É continuar. É fazer do rumo certo um hábito de vida. Como diz meu marido, todos podem subir a montanha, uns em uma semana, outros em um mês, mas pra isto é preciso seguir caminhando, no seu ritmo, no seu tempo, de olho no alvo.” Vou ate guardar pra colocar no meu facebook, com credito para os Bertoti rsrsr.

    Reply
  • Esse texto é pra mim! Nossa, conseguiu traduzir tudo o que penso, porém com uma conclusão melhor que a minha, que geralmente chuto o balde, desisto…
    Obrigada por compartilhar suas lutas! Obrigada por compartilhar suas vitórias!
    Que Deus continue te usando e abençoando muiiiiiito mais!

    Reply
  • Fabi vc está de parabéns,5quilos ,estou tentando seguir seu exemplo também quero cuidar da minha saúde mesmo não tendo resistido ao delicioso musse de limão ontem culpa da tal “TPM” hahah . Força no fabi fit Bjis gata .

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *