Jugo Desigual

Jugo Desigual

Muita gente não sabe que a Bíblia ensina a não nos unirmos em Jugo Desigual, mas o que afinal é isto e no como tem a ver com meu namoro e casamento?

Conte sua história e sua experiência com o assunto.

41 comments

  • Fabi.
    E quando o noivo aceita a Cristo, e tem confirmação da parte de Deus para a união e os dois tem um único objetivo de servir a Deus…
    Deus me usou como instrumento para trazer ele para a luz..
    Estamos planejando nosso casamento, mas vendo o vídeo, me deu um pouco de receio, mesmo sabendo das promessas do Senhor para nossas vidas, e sabendo o quanto Deus é maravilhoso.
    Apenas peço oração.
    Que Deus te abenÇoe.

    Reply
  • Oi Fabi,

    Assim, eu casei com um rapaz que não serve a Deus. Mas nós nos damos bem. Oro muito pela vida dele. Ele vai sempre nos eventos que tem na igreja, e já conhece todo mundo. Como eu sou do louvor, os ensaios são na minha casa, ontem por exemplo ele estava assobiando o louvor. Ele nunca implicou com minha vida cristã, e meus trabalhos para igreja. Tenho fé que um dia ele compreenda o amor de Deus.

    Reply
  • Ei Fabi gostei muito do seu vídeo. Vou falar um pouco da minha história. Eu não era da igreja adventista, e frequentava outra denominação. E conheci o meu namorado na época, q era adventista . A mãe dele começou a fazer alguns estudos bíblicos comigo. E me decidir batizar, mas confesso q foi mais por causa dele. Mas com o tempo fui me sentindo muito bem com a decisão q tomei . E hoje sou totalmente convertida , faço parte dessa igreja que eu amo. E já a 22 anos de adventista graças a Deus. E muito feliz por isso.Bjs

    Reply
    • Que legal, Andreia! Principalmente por você ter entendido que a decisão é por você e Deus, não deve ser por pressão de ninguém! beijocas

      Reply
  • E Fabi. totalmente certa . Conheci as verdades e como morava ”junto” tive que casar para Batizar… Não queria casar, algo dizia não. a Esposa aceitou se Batizar e dai dois precisando casar. Enfim o que começa errado termina errado. Deus me mostrou no inicio do namoro que era furada teimei, juntei e casei… Enfim após 21 anos casados e ralando para ser Cristão dentro de um casamento Falido e com uma esposa Batizada mais não convertida o casamento acaba, a ex diz ter Batizado para casa,,r larga igreja Casamento, filha e vai para uma vida, Melhor não comentar Que Cristo um dia conquiste-a . Hoje já faz dois anos e meio sozinho Esperando desta vez ser obediente e permitir Deus mostrar alguém que o Ame acima de tudo . Já apareceu muitas opções todas Julgo desigual dentro ou fora da igreja, melhor Esperar, o preço da desobediencia foi ALTO em todos os sentidos. Financeiro, emocional, Espiritual familiar…

    Um amigo com 42 anos e virgem crado na igreja após largar uma moça bonita que frequentava a igreja foi indagado por mim, porque você largou ela? Ele respondeu: Ela Gostava mais de mim que de Cristo… sábio Ele…

    Beijos Fabi, que Deus te abençoe em tudo principalmente com sua vida.

    Gostaria quando possivel intermediar uma vinda sua no colégio Ipae Petropolis RJ para dividir num sábado suas palestras com os Jovens . Fico no Aguardo

    Reply
    • Ai, Gilberto, que triste, menino… qualquer dia apareço aí sim. Recentemente fui para o distrito de Areal, dar palestra e passei um sábado. Qualquer hora volto!

      Reply
  • Fabi. no meu caso acontece o seguinte: eu casei com minha esposa que não era cristã na época, estando desviado da igreja evangélica. Depois ela veio a se converter e eu voltei para cristo. e nesse período que durou 15 anos ficou tudo bem até eu me deparar com as doutrinas adventista que as considero corretas. A partir daí começaram as lutas porque eu quero seguir a cristo na igreja adventista e minha esposa não quer e não quer deixar eu ir para a igreja. ela não aceita de maneira alguma e estou vivendo uma luta muito grande, pois meu coração fala muito em está servindo a Deus e aprendendo mais com os adventistas. gostaria de um conselho uma ajuda para resolver este dilema.

    Reply
    • Adailto, meu amigo. Antes de mais nada, que impere o amor e o respeito com a sua esposa. Não brigue com ela, seja amoroso, pratique o que aprende e tente aos poucos mostrar pra ela as razões de suas novas convicções. É o amor e não a força que a convencerá! beijocas

      Reply
  • Fabiii, é muito válido isso que você disse, mas meu começo foi bem desigual, meu namorado já era batizado na IASD fazia 1 ano e eu era católica não praticante, frequentava uma ceita religiosa e também ia no espiritismo, no entanto eu tinha comigo sempre que a bíblia era e é a verdade vinda de Deus, toda ela, mesmo sem estudo algum, e orei pra Deus me orientar no meu futuro relacionamento, ele me deu 2 em 1 kkkkkk meu namorado lutou por mim, me mostrou a verdade (através de Deus claro) e sobre as coisas que eu estava fazendo e que era errado, mas eu sou muuuuito teimosa, pois até eu entender tudo, e negar sobre aquilo em que acreditava fielmente foi bastante difícil, mas graças à Deus eu fui sendo transformada por dentro e fui entendendo e finalmente depois de anos eu aceitei a Cristo como meu único salvador, se hoje por algum problema a gente terminar, eu sei que não vou deixar de seguir à Cristo, pois foi uma decisão minha e não com o que acontece com muitas meninas e meninos por aí que só de “converte” por causa do amado(a), enfim até final do ano que vem se for da vontade de Deus a gente se casa!!! E sei que Deus preparou ele pra mim *-* mas hoje eu sei que não somos mais jugo desigual, se é que esse termo pode ser empregado para quem não é casado…

    Reply
    • Que linda a sua história Jé, mais ainda é lindo o seu amor por Cristo, que independe do namoro! Firme na fé, gata! beijocas

      Reply
  • Pois é Fabi, eu casei com um rapaz convencido, pois é, ele era convencido ao invés de convertido, ele sempre frequentou a igreja porque sua mãe é, mas nunca teve um encontro com Deus, apesar do Senhor já ter vindo ao seu encontro inúmeras vezes, inclusive na fidelidade que tem conosco e nosso lar. Eu sempre fui do tipo que gosto de ser ativa na casa do Senhor, faço parte de praticamente todos os departamentos, amo fazer a obra, me sinto útil, é como se tentasse devolver pra Deus um pouco do que Ele me dar, só que como não posso fazer nada por Deus, então faço por sua obra, por seu reino, enfim… sempre fui assim e nada mudou depois do casamento, meu marido nunca foi contra, pelo contrário (me apoia em tudo que preciso), mas sinto que seríamos muito mais unidos se tivéssemos o mesmo desejo, tipo, se trabalhemos na obra juntos, ele é crente de cadeira, não faz nada, não dizima, não canta, não ora e nem prega, é só “ocupa lugar” mesmo, era de uma congregação, mudou pra minha e agora tá nem lá, nem cá, sinto que apesar de isso não causar brigas entre nós, causa uma distância que pode levar algo mais incômodo no futuro. Meu desejo é que Ele se converta de verdade, tenha um encontro com Cristo e sinta o que eu sinto em relação ao amor do Senhor.

    Reply
  • Bem no meu caso comecei a namorar um católico praticante e eu era uma católica não praticante.Namoramos longos anos e eu conheci o evangelho e depois o meu namorado.Nos casamos e hoje estamos os dois estudando a BÍBLIA e congregando na mesma igreja. Deus sempre cuidou de nos dois ao mesmo tempo desde pequenos até a fase adulta e cuida até hoje é como temos os mesmos objetivos de vida ainda quando éramos incrédulos não tínhamos julgo desigual , porque a nossa sintonia e ligação sempre foi e continua sendo forte.EU acho que no céu não será diferente ainda que digam que lá não tem casamento. Deus nos presenteou com o propósito muito forte.COnheci meu marido na infância nunca imaginei que ele seria meu marido mas, DEUS já sabia o nosso julgo sempre foi igual e o engraçado 2 incrédulos juntos em busca de um credo kkkkkkkk parece novela kkkkkkkk o povo diz que novela é do diabo kkkkkkkk a nossa novela não foi do diabo é bem real kkkk

    Reply
  • Fabi, muitas pessoas acham que é só a questão de religião diferente, mas sempre tive esse princípio. Muitos casais brigam por causa das finanças porque um casa ganhando o dobro do outro. Tive amigo pedreiro que abriu mão da namorada médica, por essa questão… Bem esclarecido seu video..
    Parabéns! Amo assisti-los

    Reply
    • hahahahahaha adorei #naosejaiscabecao
      Fabi ri mto, mas tb vesti a carapuça pq ja estive nessa situação. Mas saí dessa (thanks God!)
      Adorei

      Reply
  • Oi Fabi, gostei muito as vezes as pessoas confundem o que seria um (jugo desigual), o fato do meu noivo ter um pastor diferente não faz de nos pessoas com jugo desigual, já que temos a mesma doutrina e os mesmos objetivos de vida. Obrigada Fabi!

    Reply
  • Oiii Fabi,
    Primeiramente amoooo ver seus vídeos, me orientam muito. Estou com problema sobre namoro, pois estou há quase 2 anos com o rapaz da mesma igreja que eu, porém, meus pais não aceitam, Pq temos jugo desigual, do tipo situação financeira, ele tem 25 anos e não trabalha e nem estuda, eu já não sei mais o que fazer, Pq não quero sofrer com isso e não quero que ele sofra, e a cada dia pra mim está sendo difícil.
    Um grande beijo
    Fica com Deus

    Reply
    • Dani, 25 anos sem fazer nada da vida? Pais contra? acho que você já tem a resposta que precisa, gata… falta a coragem de fazer!

      Reply
  • Oi Fabi….adorei, amei seu vídeo….muito bom.
    Eu fui cabeção (rsrsssrrrs) como vc mesmo disse no vídeo. Estou casada a 10 anos, tenho dois filhos e hj sinto um peso muito grande dessa escolha q eu fiz. Muitos conflitos, n chegamos a ter uma discórdia grande no q se trata a educação dos filhos, mas nunca é a mesma coisa. E qto mais eu oro mais eu sinto ele dando lugar para o inimigo agir em nosso lar.
    Enfim….é uma escolha que vc só sente o peso lá na frente. Bom é saber esperar em Deus e seguir Seus ensinamentos essa é a garantia de um relacionamento mais maduro qundo os dois andam no mesmo caminho.

    Beijos Fabi

    Reply
  • Oi Fabi! Concordo, há momentos muito tristes, eu me casei com um rapaz que é filho de pastores. Mas o testemunho em casa, dos pais dele sempre foi péssimo, ele sempre ia para a igreja obrigado, havia muita contenda no lar. Resultado? depois que casamos ele se viu “livre” frequentar a igreja.E hoje isso me entristece muito, os pais dele acabaram se separando tamanho eram os conflitos do lar. Preciso clamar muito a Jesus para ser uma esposa sábia e canal de vida dentro da minha casa, meu marido nunca teve uma experiência com Deus e como ele olhava pra vida dos pais dele sempre disse que não adianta ir a igreja, e só ir a gente sabe que não adianta mesmo! tem que ter relacionamento com Deus. Nós cantávamos juntos no louvor quando éramos namorados, e nunca havia percebido que ele sentia revolta pelos pais dele dizerem uma coisa e viverem outra. é algo que me entristece, mas creio que Ele pertence a Deus e no tempo oportuno Jesus vai fazer a Obra. Deus abençoe!

    Reply
  • Passei por isso também, meu esposo era adventista, e eu era espirita, começamos namorar…senti o preconceito das pessoas comigo, me olhava estranho falavam que ele estava ficando louco diziam que ia orar para ele me deixar, vi o sofrimento dele…ele ficava triste, não podia fazer nada na igreja pois estava em julgo desigual….mas com muita oração larguei minha doutrina, nós casamos, me batizei, temos uma filha linda..para honra e gloria do senhor…hoje estou na frente do ministério da mulher e meu esposo, é diretor do nosso grupo..não é fácil..mais com fé em cristo e muita oração..se consegue tudo..

    Reply
  • Oi Fábi tudo bem, sou evangelica e me casei com um rapaz que era católico mas não pratica, na época do namoro até ia na igreja comigo e tudo mais, mas a questão não é só a religião em si é os princípios e valores, me casei e foi só sofrimento, lágrimas e muita decepção. Me casei e já nos primeiros meses de casamento começou às traições, ficava sozinha o tempo todo pois ele sumia, engravidei do meu primeiro filho e tive uma gravidez de risco mas sempre ficava sozinha nunca tinha a companhia dele e as coisas ainda ficaram piores, ele já não provia em casa, não trazia mantimentos e nada para dentro de casa, meus pais que me ajudaram, eu fiquei grávida da minha filha um ano depois, e tive que ir para o hospital sozinha. Pois ele tinha sumido. Eu criei meus filhos sozinha pois ele sumia, ficava na casa das suas amantes, e só passava em casa para pegar roupa e dar um de marido, mandar reclamar . Ajudava quando queria mais muitas vezes pegava o pouco dinheiro que eu tinha ganhado com tanto sofrimento, pois eu trabalhava fazendo congelado fazendo faxina trabalhando de babá e tinha que levar as crianças, pois meus pais se mudaram para outra cidade e não tinha ninguém para me ajudar. Com o tempo eu falei que ia me separar, ele jurou que iria mudar minha mãe comprou uma moto para ele trabalha, mas as coisas não mudaram no primeiro dia que ele pegou a moto ele foi leva a amante dar uma volta, isso antes de vir aqui me mostrar a moto. E as coisas foram piorando, as amantes batiam aqui atrás dele, não paravam de me ligar, teve uma que chegou a invadir minha casa aterrorizando meus filhos. E eu continuei criando meus filhos sozinha levando eles na igreja e fazendo de tudo para que as coisas que o pai deles fazia não os afetase, mas teve um vez que ele ia sair para encontrar uma das amantes que as crianças grudaram nas suas pernas e ele chutou eles, eu corri para tirar eles dali e os acalmei. E ele foi e acabou indo morar com a amante, mas semanas depois voltou, e vez chantagens emocional com as crianças e deixei ele voltar, mudou ou fingiu por alguns dias mas tornou a fazer as mesmas coisas de antes, escondia celular para falar com as amantes, um dia eu achei um e ele tentou me matar se não fosse o meu filho pular nele, eu estaria morta. Ele arrumou 3 filhos com uma dessas amantes, e quando chegava em casa só arrumava confusão com as crianças, judiava e ainda queria bater. Um dia meu filho me falou mãe porque vc deixar o pai fazer isso com vc? Naquele dia eu abri meus olhos e vi que não adiantava eu querer que eles tivessem o pai por perto , se este pai não dava o exemplo e o amor que eles precisavam, e eu coloquei ele para fora de casa, meus filhos não querem que o pai deles voltem para casa, eles falam de Jesus Cristo para o pai mas ele não quer saber, ele continua com a vida de prostituição, e não dá nenhum exemplo para os filhos. E ainda hoje ele continua fazendo coisas erradas e acha que tudo é normal, dá mal exemplo para as crianças, mas graças à Deus meus filhos são bênção e são crianças de Deus e buscam a Deus. Sempre lutei busquei que ele mudasse, mas não adiantou, pois a pessoa tem que quere mudar, o julgo é desigual e luz não se mistura com trevas, não adianta falar ele vai mudar porque não muda. E nesse caminho à muito sofrimento e tristeza.

    Reply
  • Olá!!
    Ameeei o video, e quero aproveitar e contar um pouquinho da minha história.
    Quando eu e meu noivo nos conhecemos, eu nao tinha bem uma religião definida, era batizada na igreja Católica, mas nao era praticante. E na época em que nos conhecemos, eu era praticante da Wicca (ui credo!!!! Perdão Senhor). E ele era da adventista,( até ele estava afastado na época.)
    Assim que nos conhecemos, ele falava sobre Jugo Desigual, mas eu nao entendia direito. Entao ele me explicou.
    Fiquei assustada, e até me senti um pouco ofendida, afinal, eu nao tinha conhecimento disso, mas eu entendi que isso realmente era o certo. Foi então que Deus tocou no meu coração, e despertou em mim uma vontade imeeeensa de conhecer a Palavra.
    O tempo foi passando, fui fazendo estudos bíblicos, e aos poucos fui conhecendo a IASD, e deixei de lado essa Wicca (pq não é de Jesus né).
    E agora, esse ano irei me batizar, casar, e estou ajudando nos Aventureiros da Igreja que frequento. Estou Muuuuuuito feliz. Creio que foi Deus que colocou no meu caminho este homem que amo tanto, e que me tirou da trevas. Agradeço a Deus sempre, pelo homem, futuro marido, e futuro pais de meus filhos que ele colocou na minha vida.

    Se vc leu este texto, Obrigada =D
    Um beeeeijãão, e parabéns pelos seus videos.

    Reply
    • Lena, sua linda! Parabéns pela linda decisão ao lado de Deus! Realmente, tem hora que tudo o que precisamos é de amor e paciência, né?! beijocas.

      Reply
  • Olá, Fabi. Tudo bem?
    Adorei seu vídeo.
    Quando conheci meu marido, eu era católica (relaxada) e ele adventista. Sou imensamente grata por ele ter me apresentado seus princípios e não ter “desistido de mim”. Hoje sou adventista e a maioria dos nossos amigos é da igreja. Vamos completar um ano de casados e cinco de relacionamento. Nunca tivemos uma discussão séria.
    E, além de ser um marido incrível, foi ele quem me apresentou verdadeiramente Jesus e me contou sobre a Sua segunda vinda. Foi ele quem me deu esperança de um futuro melhor, de viver a eternidade ao lado de Jesus e das pessoas que tanto amamos.
    Meus cunhados tiveram a mesma experiência. Ele (irmão do meu marido) adventista, ela luterana. Estão há cinco anos casados e possuem uma filhinha chamada Júlia de três aninhos. Os três são adventistas.
    Acho que nossa família é de sorte, estamos incluídos na minoria e só tenho a agradecer.
    Adoro você, Fabi.
    Beijo, Camila.

    Reply
  • Oie Fabi,
    Bom no meu caso me casei com um católico, mas apos de 1 ano de casados ele começou a ir na igreja comigo, pela graça de Deus somos muito felizes, muito mesmo. Temos 6 anos de casados 🙂 na graça de Deus.

    Reply
  • Oi Fabi. Tudo bom?
    Então, sou de Porto Seguro, já falei isso contigo uma vez, mas não precisa lembrar não kkkk
    Então, queria saber como anda a tua agenda.
    Pois queremos fazer um ADOLE (congresso só para adolescentes) e imagina quem eles pediram. kkk Ai queria ver quando você tem uma folguinha?
    Quanto você cobra?
    Essas coisas 😀
    😀
    Aguardo

    Reply
  • É um assunto que eu acabo esquecendo de praticar.
    Não se justifica, mas nunca aparece rapaz crente (sim, onde está meu Isaque..?), quando aparece está namorando, ou não olha para mim, ou é mais novo… bem, eu acho que não tenho sorte mesmo! hahhaha

    Bem, voltando.
    Eu sempre coloquei na mente que deveria casar com um rapaz crente, mas as vezes aparece um rapaz que não é evangélico…. que é bonitinho, inteligente, fala inglês (hahhahah), estudioso etc etc.
    Então eu acabo esquecendo… mas Deus sempre me mostra de alguma maneira, e esse vídeo foi uma dessas maneiras, que eu devo esperar nEle, pelo rapaz crente, inteligente que Deus escolheu para mim. Que terá o mais importante parecido comigo: servir a Jesus.

    bjs!

    Reply
    • no momento que você deixar nas mãos de Deus e sossegar, Deus vai trabalhar.Foi assim comigo, na hora que parei de esquentar a cabeça Deus me entregou o melhor presente da minha vida,nem um pouco parecido com o que eu imaginava, simplesmente além de todos meu melhores pensamentos! fique firme amiga deixe nas mãos dele, e acredite ele sempre sabe o que faz. Beijos

      Reply
  • Olá Fabi,bom não sou Adventista e conheci um rapaz que estava fastado da igreja Adventista começamos a namorar e depois de um bom tempo ele me convidou para ir visitar a IASD fui gostei,no entanto estamos noivos e eu decidi que quero me batizar na igreja e ele também quer voltar. Gostaria de saber se isso é um jugo desigual

    Reply
  • Meu último relacionamento foi um julgo desigual… eu era espírita e meu ex namorado adventista. No princípio foi bem conflitante, mas aos poucos eu fui questionando ele sobre tudo e ele acabou me dando estudos bíblicos. Hoje não estamos mais juntos, mas segui firme na igreja e em breve vou me batizar. No fundo nosso julgo desigual era outro, mas Deus o usou como instrumento para me trazer luz!

    Reply
  • OLÁ FABI,PRIMEIRAMENTE QUERIA TE DIZER QUE GOSTO MUITO
    DOS SEUS VIDEOS,TE ACHO MUITO SIMPÁTICA ,SINCERA,ALEGRE.
    SABE TENHO UMA FILHA DE 15 ANOS QUE FOI CRIADA NA IGREJA,
    SO QUE AGORA ARRUMOU UM NAMORADO QUE SE DIZ CATÓLICO ,
    QUE NÃO VAI COM ELA NA IGREJA ,EU NÃO SEI MAIS O QUE FAZER
    JA BRIGUEI,JA EXPLIQUEI,MAS NADA FAZ COM QUE ELA PERCEBA O
    CAMINHO QUE ESTÁ ESCOLHENDO.MEU MEDO É QUE ELA PASSE
    POR TUDO ISSO QUE VOCE FALOU NO VIDEO.MAS AGORA RESOLVI
    COLOCAR NAS MÃOS DE DEUS E ESPERAR.
    UM BEIJO SUA LINDA,DEUS TE ABENÇOE.

    Reply
    • Ai, Lu… mãe sofre! O pior é que muitas vezes, justamente por perder o controle, por desespero, na tentativa de impedir que fiquem juntos, eles se unem mais “contra os inimigos”. Ore, aconselhe, mas lembre-se que ela tem livre-arbítrio… :/

      Reply
  • Tive uma grande experiência referente ao jugo desigual. Sou Cristã e namorei um rapaz que não é, e Deus falou comigo nessa Palavra, então obedeci ao Senhor. Hj vejo como Deus me livrou de um grande sofrimento futuro. Estou muito feliz e grata a Deus.

    Reply
  • Fabi, namoro faz seis anos e meu namorado é ateu. Desde o começo ele sempre se mostrou muito respeitoso, amável e companheiro. Claro, concordo que existem casos e casos. Mas assim que nos interessamos logo disse a ele sobre a fé ser o princípio maior de minha vida. Minha familia gosta dele e ele me acompanha aos cultos, respeita meu desejo por me casar virgem(o que ele também é) e vê que realmente sigo o que eu acredito ser certo. Meu caso é raro, a maioria das vezes não acontece assim. Já fui muito criticada, já coloquei meu namoro nas mãos de Deus inúmeras vezes e até hoje tem permanecido, agradeço a Deus pois acredito que ele tenha um propósito em meu relacionamento.

    Reply
  • Gente essa Fabi é demais! Acho que você foi uma resposta de Deus Fabi! Sou Adventista, namorei um Testemunha de Jeová, e orei muito, era apaixonadíssima por ele, mas tive coragem e terminei. Terminei mesmo o amando, mas sei que Deus tem algo melhor! 😉 Beijos!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *