O que fazer enquanto espera

Definitivamente, não gosto de esperar. Ainda mais em um país estranho, sem internet nem dinheiro local, com vôo atrasado e depois de uma noite péssima, graças às cólicas. Não dá pra ser bem humorada assim, dá?! Se você consegue, parabéns. Mas parabéns, mesmo! Eu não consigo. E esperar é uma constante na vida da gente em vários setores e nas diversas fases. Tudo começa naquela espera por saber quem será – ou serão – os espermatozóides atletas e conquistadores a chegar e entrar no tal óvulo. Daí começa uma espera de nove meses, ou menos dependendo da pressa e circunstâncias.

Aí é o caso de esperar para mamar ou ser trocado e já aprendemos a tentar adiantar as coisas. Os berros dos primeiros dias e meses é o recurso perfeito para que não esperemos tanto pelo outro. Crianças ainda, esperamos pra crescer e pular a próxima fase. Quando na primeira, sonhava com a quarta série e de lá para o ginásio. No terceirão, mal podia esperar pela universidade e, uma vez nela, a pressa era enorme para entrar logo no mercado de trabalho. Mas tinha que esperar.

Quando não se espera o tempo necessário, corre-se o risco de chegar no lugar certo, mas não no momento certo. De chegar na pessoa, mas não aquela que encontraríamos se demorasse um pouco mais – com ressalva as que esperam demais da conta e também não chegam! Cozinhar e plantar são coisas que me ensinam a esperar. A comida tem seu tempo e experimente adiantar as coisas pra ver! Os insumos agrícolas fizeram isto com os alimentos e agora computamos o prejuízo pra saúde e meio ambiente.

Esperar faz parte da vida. Pra meninas é o sonho de ter seios e nem me venha falar de silicone já implantado em adolescentes. Afronta! Os meninos anseiam pela barba. Só pra tirá-la. Vá entender. Pais esperam pelos filhos, filhos não vêem a hora de ser como os pais, pelo menos na autonomia. Todavia, a espera da vida só é suportável porque vamos vivendo durante ela. Esperar passivamente para começar a viver só depois de algo esperado acontecer é um grande equivoco, pois quando esta tal coisa chegar, como o encontrará?

Penso isto enquanto aguardo em Valdívia o meu vôo que passou direto para Puerto Montt e deve voltar só em duas horas, se as condições climáticas permitirem, pra me levar a Santiago. Empezé a pensar no que faço enquanto espero Jesus voltar.  Tomo providências para aproveitar bem o meu tempo a ponto de estar preparada para este dia ou ajo como se ele não viesse mais, ou só daqui muitos anos, lá naquele futuro desconhecido que não nos preocupa? Como é contigo? Uma vez ouvi de um professor que devemos “esperançar” enquanto esperamos, para que o tempo seja aproveitado em prol do que aguardamos. As vezes olvidamos, não?!

3 comments

  • My partner and I really enjoyed reading this blog post, I was just itching to know do you trade featured posts? I am always trying to find someone to make trades with and merely thought I would ask.

    Reply
  • Desculpe os errinhos de português…

    Nada que me faça parar de VIVER, mas SABE…
    ESTAVA, justamente…

    Que vergonha.. heheh

    Abração =D

    Reply
  • Bom dia, Fabiana
    Por incrível que pareça eu ando bastante ansiosa essas ultimas semanas, nada me faça parar de virar, mas saber aquela pedrinha encomodando no sapato? é assim a ansiedade. Eu tava pensativa hoje de manhã e tive vontade de entrar no seu blog pra ver alguma curiosidade, pq tb gosto de escrever. Esteja justamente pensando no assunto, quando li o título do seu último post “o que fazer enquanto espera” hehe
    As palavras caíram como que uma resposta pra mim.
    Queria compartilhar isso com você e dizer que fez diferença no meu dia, e tenho certeza que vai fazer diferença na minha vida tb.
    Um abração

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *