Páscoa, Coelhos, Ovos e Chocolate

Páscoa, Coelhos, Ovos e Chocolate

koreangirl2Entro na sala e uma caixa de Ferrero Rocher sobre a mesa me enche os olhos e faz salivar. Jen, minha colega sul-coreana de Avalon, olha intrigada para o “Happy Easter” na lousa. Cumprimento e me sento, fitando a caixa, na esperança dela oferecer. Ainda bem que ela é mais educada que eu e oferece sem nem notar minha indiscrição e enquanto fecha novamente o pacote pergunta sem nem me olhar.

–       você é cristã, né, Fabi?

–       Sim, sou.

–       Pode me explicar uma coisa que não entendi?

Digo que sim para a jovem de 20 anos que sai pela primeira vez do seu país para estudar inglês no ocidente e estranha tanta oferta de páscoa pela cidade.

–       é que não entendi uma coisa em relação a tal Páscoa. O que o coelho, o ovo e o chocolate significam pra vocês?

Vixi! Comecei a rir meio desconcertada, mas já vislumbrando a possibilidade de explicar melhor. Tínhamos exatos 8 min até a professora chegar, então me apressei.

–       na verdade não significam nada, Jen.

–       Ué, mas não é uma festa religiosa?

–       Sim, mas estes elementos são uma mistura de paganismo e culto ao comércio, não tem nada a ver com a Páscoa real.

–       Mas o que é a Páscoa, então…?

–       É a morte de Jesus Cristo na Cruz, nos substituindo na morte pelo nosso pecado. Basicamente…

–       Mas por que só vejo coelhos, ovos e chocolates e nada deste… como é mesmo o nome?

–       Jesus Cristo.

–       Ah, Jesus… acho que já ouvi falar. Tem um filme, né?

–       É, sim, tem alguns.

–       Ele é quem?

–       Ele é Deus, Jean.

–       E Deus morreu?

–       Não! Quer dizer, mais ou menos. Ele veio à terra como homem, mas é Um com Deus e ressuscitou no terceiro dia. Então, Ele está vivo e Sua morte me deu esperança de viver, entende?

–       Tá, entendo… quer dizer. O que o coelho tem a ver com isto?

A professora, ateia, chegou e ouviu a conversa que se desenrolava e lamentei não ter um melhor nível de inglês para explicar tudo o que eu queria. No fim, ela resolveu como exercício de conversação, que eu deveria explicar o cristianismo pra Jen, que não tinha a menor noção do assunto. Pedi o dom de línguas a Deus, para me fazer entendida pela minha sul-coreana budista e curiosa e fiquei os 50 minutos falando de Cristo, da Sua vinda, da Sua promessa, da primeira Páscoa, do Seu retorno, da Reforma, o efeito sobre a história, sobre a minha vida, sobre nossas escolhas e nunca resumi tanto esta trajetória de salvação.

–       uau! – era a resposta estarrecida da menina ao final da aula.

A professora saiu, desejou Feliz Páscoa e ela respondeu entusiasmada para me perguntar em seguida:

–       e todo mundo sabe disto?

–       Acho que não, Jen… você mesmo e muitos no seu pais não fazem ideia, né?! – lamentei.

–       É… mas é que nesta hora ao invés de contar esta história linda vocês cristãos só falam de coelhos, ovos e chocolate. Daí como vamos saber?

 

É, como saberão se os filhos da Luz não contarem?

Feliz Páscoa para você que sabe o tamanho do presente que esta data significa.

9 comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *