Virando mãe em 3, 2, 1…

Virando mãe em 3, 2, 1…

O instinto materno já nasce em toda mulher. Ou quase! Quando criança a brincadeira se torna divertida com a boneca que até ganha título de filho, com direito a colo e mamadeira de brinquedo. Mas as meninas vão crescendo e agora a admiração é pelo bebê dos outros, os das revistas de famosos e de fotos e vídeos da internet compartilhados como virais. No entanto, o corpo feminino vai sendo preparado e adaptado para a maternidade. Acompanhado da dor do parto, que a maioria gostaria que pulasse essa parte do processo, a procriação humana é natural e exclusiva delas. Mas dizer por aí que se nasce pronta para exercer tal papel na educação de filhos, é outra conversa.

Por vezes o sonho de ser mãe acontece sem planejamento, por descuido ou sem compromisso mesmo. Mas existem as que se programam e até escolhem data, local e parceiro. Outras sonham tanto com esta dádiva e não conseguem, investindo todos os recursos possíveis para que o “positivo” um dia aconteça. E graças à medicina avançada de hoje e o elemento fé pessoal, a gravidez já se tornou quase 100% possível. E tem as que adotam um filho, é claro, sem olhar carga genética ou aparência, simplesmente para ser mãe.

dayse 4

Dayse e sua primeira viagem com o fofo do Arthur

Na realidade quando o bebê começa a ser gerado no ventre materno, o start é dado para um turbilhão de mudanças sem data de vencimento, ou seja, por toda a vida ocorrerão transformações na nova vida gerada e principalmente na vida nova de quem gera. O grande detalhe é saber gerenciar todas essas mudanças na função de mãe sem perder o equilíbrio e a responsabilidade imposta para influenciar nos filhos a construção do caráter, o desenvolvimento da personalidade e o aprimoramento da mente.

Hoje, assim como existem muitos meios contraceptivos para evitar ser mãe, através de uma gravidez indesejada, também existe o contrário com milhares de formas tradicionais e ousadas, como bons livros, revistas específicas, programas televisivos, sites e até aplicativos para aparelhos eletrônicos que auxiliam com dicas e orientações diárias para mães apreensivas de plantão.

Mesmo que cada dia seja uma caixinha de surpresa, no script do universo materno o que pode parecer muito bonito e encantador, também pode se tornar em algum momento terrivelmente assustador. Isto porque mesmo diante de tantos conselhos por aí, é no dia-a-dia que as coisas acontecem de maneira bem particular. Do tipo quando o filho chora e você tenta adivinhar o porquê, quando o bebê dorme um pouco mais do que o seu costume e chegamos a pensar se é normal ou não, ou quando choramos junto com o filhote na hora das doloridas e indispensáveis vacinas que mensalmente eles tomam nos primeiros anos de vida.

Até poderíamos continuar listando as incontáveis mudanças que acontecem em forma de momentos intensos e sensações inexplicáveis, mas agora uma mãe aqui tem que atender um bebê que acaba de acordar. Temos que aproveitar estes intervalos de sonecas para organizar a casa, a mente e os dedos, sem deixá-los enferrujar. E lá vamos nós para mais uma missão na melhor profissão do mundo. Depois contamos como foi.

6 comments

  • Cara, ser mãe é top demais. Poder gerar um ser tão dependente e sentir que estão protegidos com nosso Abraço de urso é massa, e uma das melhores sensações do mundo, depois do pos operatório e resquício da peridural é claro hahaha. E o mais massa é que como pais, nós que iremos formar a base ideológica deles, mostrando o “serto e herrado”. Isso é fantástico.

    Reply
  • Realmente é uma dádiva divina inexplicável, incomparável, tenho minha pequena com quatro meses e um menino lindo de 5 anos que me surpreendem constantemente e também me desafiam a ser a melhor mãe que possa conseguir só peço a Deus todos os dias que me dê mais de sua graça para cumprir essa missão tão nobre que me confiou de cuidar e educar para um dia apresentá-los diante d ´Ele.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *